Páginas

30 maio 2013

Programa dá “puxão de orelha” em pichadores

Cesar Brustolin/SMCS

Palestra é uma das medidas socioeducativas previstas para quem é flagrado com o spray na mão

Adolescentes flagrados pichando em Curitiba participam de palestra na 3ª Vara da Infância e Juventude, acompanhados dos pais.
Sentados lado a lado em um auditório improvisado no pátio da Delegacia do Adolescente, 50 jovens menores de 18 anos e os respectivos pais acompanharam em silêncio uma palestra promovida pela Guarda Municipal de Curitiba na tarde da última sexta-feira. A idade, o estilo de se vestir e a atenção dos garotos às palavras podiam variar, mas o motivo de estarem ali era o mesmo: todos foram flagrados, neste ano, pichando muros ou imóveis nas ruas da capital.
O bate-papo, que também pode ser visto como um “puxão de orelha” coletivo, é uma das medidas socioeducativas previstas para quem é pego com o spray na mão. Pais e filhos são convocados a participar, depois de já terem passado por uma audiência no Ministério Público (MP). A intenção da palestra, resultado de uma parceria entre a Guarda, o MP e a 3.ª Vara da Infância e Juventude, é botar na cabeça dos adolescentes um fato crucial: pichação é crime, mesmo que muitos dos envolvidos imaginem o contrário.
“Calouros”
Aos pais, cabe reforçar as palavras ditas pelo diretor da Guarda, Cláudio Frederico de Carvalho, responsável pela conversa. Entre os adolescentes presentes, todos eram “calouros” na pichação e haviam sido flagrados pelos agentes pela primeira vez.
Duas mães, acompanhadas dos filhos de 16 anos, ainda se recuperavam do susto de semanas atrás, quando em um sábado de manhã foram chamadas às pressas para irem até a delegacia. “Foi um baque, um susto para toda a família. Só caiu a ficha para nós quando chegamos aqui na delegacia e demos de cara com todos aqueles sprays”, disse uma das mães.
Neste caso, as duas famílias não aguardaram a audiência para tomar uma atitude. No mesmo dia do flagrante, à tarde, com a ajuda dos dois garotos e de um pintor profissional, despicharam e repintaram por conta o muro, que tinha uma série de anúncios comerciais. O que não impediu que os pais tivessem que arcar com novo prejuízo: pagar a multa administrativa de R$ 714,20 à Guarda Municipal.
“Tanta coisa em que se podia gastar isso, tanta coisa que a gente precisa pa ra casa, e agora tenho que pagar R$ 70 todo mês por uma tolice dessas”, reclamou outra mãe durante a palestra. A multa, ao menos, pode ser parcelada.
Conscientização
Palestra destaca legislação e riscos da prática
A palestra é apenas uma das medidas impostas aos adolescentes flagrados pichando pelas ruas de Curitiba. Em média, cada um deles cumpre 80 horas de atividades, o que pode incluir a limpeza do local pichado e de outros imóveis rabiscados pela cidade.
A conversa com a Guarda Municipal, o pagamento da multa de R$ 714,20 pelos pais e o trabalho comunitário parecem surtir efeito: em média, os casos de reincidência dos adolescentes que passaram pelo programa não passam de 5%.
“A palestra tem o objetivo de conscientizar os jovens de que a pichação traz danos não só para os imóveis, mas também coloca em risco a vida deles. Além disso, é explicada toda a legislação sobre o tema, já que muitos nem sequer sabem que o que fizeram era proibido”, explica a juíza de Direito da 3ª Vara da Infância e Juventude, Maria Roseli Guiessmann.
Duração
O encontro com os adolescentes e os pais dura cerca de duas horas. Durante este tempo, são detalhadas as possíveis penas previstas aos pichadores, a diferença legal entre pichação e grafite e os riscos envolvidos na prática, que, como destaca o diretor da Guarda, Cláudio Frederico de Carvalho, pode ser a porta para outros crimes.
“Ao escalar uma marquise e pichar ao lado de uma janela, o pichador demonstra, mesmo sem querer, que aquele lugar é fácil de ser acessado para roubos”, destacou Frederico na palestra de sexta-feira, a segunda do ano.
950
É o total de ocorrências de pichação registrada em Curitiba pela Guarda Municipal por meio de denúncias entre janeiro e 21 de maio deste ano. É quase o triplo do volume registrado no mesmo período do ano passado, quando foram contabilizados 373 casos. As denúncias podem ser feitas de forma anônima pelo telefone 153.

26 maio 2013

Guarda Municipal faz operação noturna simultânea em 62 praças

24/05/2013 10:23:00
Entre o fim da tarde e a noite desta quinta-feira (23), a Guarda Municipal de Curitiba fez uma ação simultânea em 62 praças espalhadas por toda a cidade. Foto: Jaelson Lucas/SMCS

 Entre o fim da tarde e a noite desta quinta-feira (23), a Guarda Municipal de Curitiba fez uma ação simultânea em 62 praças espalhadas por toda a cidade. Foram realizadas 333 abordagens e quatro pessoas foram detidas por porte de drogas. Um total de 190 homens, 58 viaturas e 14 motocicletas, além de cães farejadores, participaram da ação.
Entre o fim da tarde e a noite desta quinta-feira (23), a Guarda Municipal de Curitiba fez uma ação simultânea em 62 praças espalhadas por toda a cidade. Foto: Jaelson Lucas/SMCS
“Continuaremos realizando operações simultâneas nas praças, uma ou duas vezes por semana, sempre em caráter de surpresa, sem data ou local previamente divulgados”, informa o diretor da Guarda Municipal, Cláudio Frederico de Carvalho. “O principal objetivo é devolver a tranquilidade e a segurança aos locais públicos da cidade”.
Entre o fim da tarde e a noite desta quinta-feira (23), a Guarda Municipal de Curitiba fez uma ação simultânea em 62 praças espalhadas por toda a cidade. Foto: Jaelson Lucas/SMCS
Em parceria com a Secretaria de Saúde e a Fundação de Ação Social (FAS), seis pessoas em situação de risco, sendo um adolescente, foram abordadas nesta quinta-feira e receberam o encaminhamento adequado.
Entre o fim da tarde e a noite desta quinta-feira (23), a Guarda Municipal de Curitiba fez uma ação simultânea em 62 praças espalhadas por toda a cidade. Foto: Jaelson Lucas/SMCS
Flagrantes
No início da noite, dois homens foram flagrados pela Guarda Municipal na Praça Eucaliptos, no Boqueirão. Eles foram detidos por porte de maconha, desacato a autoridade e resistência à prisão e encaminhados ao 8ª Distrito da Polícia Civil. Mais tarde, outros dois homens foram detidos no bairro Portão, nas praças Francisco Ribeiro e Hafez Al Assad, ambos por porte de drogas.
Entre o fim da tarde e a noite desta quinta-feira (23), a Guarda Municipal de Curitiba fez uma ação simultânea em 62 praças espalhadas por toda a cidade. Foto: Jaelson Lucas/SMCS
O diretor da Guarda Municipal informa que a ação simultânea nas praças de Curitiba faz parte de um projeto maior, que deve reforçar cada vez mais o papel da Guarda Cidadã, aproximando a corporação da população.
Entre o fim da tarde e a noite desta quinta-feira (23), a Guarda Municipal de Curitiba fez uma ação simultânea em 62 praças espalhadas por toda a cidade. Foto: Jaelson Lucas/SMCS
Ele disse que ações recentes em outras praças e locais públicas também têm contabilizado excelentes resultados. No entorno da Praça 29 de Março, onde há um mês está o módulo móvel da Guarda e a presença reforçada do efetivo, na Operação Módulo Móvel Itinerante (MMI), foi registrada uma diminuição de 99% nos casos de roubo e violência. 

14 maio 2013

Falece, Altair Pissaia, presidente da ASPP


 Sepultamento nesta quarta-feira (15)


A Associação dos Servidores Públicos do Paraná – ASPP, no prazo de quase 3 anos, perde o seu segundo presidente. Faleceu nesta terça-feira (14) o senhor Altair Pissaia, atual presidente da entidade, que foi vitimado por um infarto fulminante. Em 2010, a ASPP ficara sem o seu presidente,  Brasil Paraná de Cristo, mandatário maior que comandou a ASPP por mais de duas décadas e que contava na sua vice-presidência com a colaboração de Altair Pissaia. Quando do falecimento do Sr. Brasil, Pissaia assumiu em mandato “tampão”, a presidência da Diretoria Executiva da ASPP, para mais tarde, em maio/2011 ser aclamado e empossado, como presidente efetivo. A Presidência da entidade dos Servidores Públicos será exercida pelo atual Vice-Presidente da Diretoria Executiva, Álvaro Miguel Rychuv. O velório acontece na Capela Mortuária do Vaticano, Sala Esmeralda (Rua Hugo Simas, 26) e seu sepultamento será realizado nesta quarta-feira (15), no horário das 17:00 horas no Cemitério São José - Centro de São José dos Pinhais-Pr.

Sua história

Formado em Direito pela Faculdade de Direito de Curitiba, em 1966, Altair Pissaia sempre teve participação ativa na vida pública paranaense. Em 1970, ingressou no Ministério Público do Paraná, atuando como Promotor Substituto nas comarcas de Cruzeiro do Oeste, Loanda, Santa Izabel do Ivai, Nova Londrina, Chopinzinho e Xambrê. Como servidor do Estado, exerceu ainda o cargo de Promotor de Justiça nos municípios de Joaquim Távora, Umuarama e Castro e exerceu a mesma função em entrância final em Maringá, Ponta Grossa e Curitiba, onde se aposentou no cargo. A atividade atual de Pissaia, além de exercer a Presidência da Associação dos Servidores Públicos do Paraná, também era 1º Secretário da Associação Paranaense do Ministério Público e do Instituto Pró-Cidadania de Curitiba, além de membro do Conselho Fiscal da Confederação Nacional dos Servidores Públicos – CNSP.

11 maio 2013

Guarda Municipal e ICI integrados na Copa


Copa 2014

10/05/2013


Curitiba. Exército Brasilerio e Secopa estadual visitam a sede da Guarda Municipal
de Curitiba visando a preparação da Copa 2014 no Paraná.
Duas importantes reuniões foram realizadas nesta quinta-feira (09), visando a preparação da Copa 2014. A primeira foi na sede do Instituto Curitiba de Informática (ICI), com a presença do general Fernando Marques de Freitas, o Coronel Rômulo Marinho, ambos do Exército Brasileiro, juntamente com o secretário estadual para Assuntos da Copa, Mario Celso Cunha, os quais foram recebidos pelo presidente Luiz Mário Luchetta, pelo chefe de gabinete Carlos Hideo Hossaka e pelo assessor de Relacionamento Externo Márcio Villela.

A visita faz parte de uma série de ações de planejamento, direcionados para fortalecer os protocolos de segurança pública. O coordenador da Central de Atendimentos e Informações 156, Osiris de Oliveira, fez uma apresentação sobre o sistema, onde 100 operadores atuam em 42 posições de atendimentos, cujos assuntos são repassados aos diferentes órgãos da administração.

Também foram apresentados outros setores do ICI, como a Sala de Gestão Operacional e Estratégica, onde existe um grande controle on-line das operações desenvolvidas nas mais diferentes áreas, como segurança, transporte, saúde, meio ambiente e tecnologia. “Ficamos impressionados com a qualidade dos serviços apresentados e vamos somar forças para ampliar o sistema de segurança para proteger este espaço tão significativo para os assuntos estratégicos”, afirmou o general Freitas.

O secretário Mario Celso Cunha lembrou da importância destes órgãos de TI. “Este setor de tecnologia da informação está sendo fundamental para compor o conjunto de ações para a Copa. Vamos também visitar as instalações da Celepar para buscar novas idéias que possam contribuir na preparação da Copa no Paraná”, disse Mario Celso Cunha.

Curitiba. Exército Brasilerio e Secopa estadual visitam a sede da Guarda Municipal
de Curitiba visando a preparação da Copa 2014 no Paraná.
GUARDA MUNICIPAL - A segunda reunião do dia aconteceu na sede da Guarda Municipal, onde as equipes do Exército Brasileiro e Secopa estadual foram recebidas pelo diretor da Guarda Municipal, inspetor Cláudio Frederico de Carvalho, além do superintendente da secretaria municipal de Defesa Social, Osíris Pontoni Klamas, dos inspetores Vanderson Cubas e Cláudio Augusto de Oliveira, do supervisor Luiz Antonio Rubin e dos advogados Maurício Santa Cruz Arruda e Maicon Guedes.

Curitiba. Exército Brasilerio e Secopa estadual visitam a sede da Guarda Municipal
de Curitiba visando a preparação da Copa 2014 no Paraná.

Após a visita nas salas de Operação na Central da Guarda Municipal, os visitantes assistiram uma demonstração do trabalho do Teatro de Fantoches, um programa que é feito para prevenção das drogas, e que tem atingido resultados surpreendentes. Os guardas municipais Elaine Marina Zeferino e Adão Carlos Freitas vivem os bonecos Guarda Rita e Guarda Léo. 

Curitiba. Exército Brasilerio e Secopa estadual visitam a sede da Guarda Municipal
de Curitiba visando a preparação da Copa 2014 no Paraná.

O general Freitas e a equipe puderam também assistir um vídeo sobre o trabalho da Guarda Municipal em diversas áreas de atuação. “Gostei muito de olhar nos olhos desta gente e sentir o brilho da vitória. Vamos reforçar a parceria para a Copa, inclusive colocando nossa experiência em várias áreas, para ampliar o conhecimento dos guardas municipais em ações estratégicas”, disse o general Freitas.

Curitiba. Exército Brasilerio e Secopa estadual visitam a sede da Guarda Municipal
de Curitiba visando a preparação da Copa 2014 no Paraná.
O Grupo de Operações Especiais (GOE), considerada a equipe de elite da Guarda Municipal, possui 50 integrantes de alta capacitação, e parte deste efetivo fará treinamento antiterrorismo em parceria com o Exército Brasileiro. A Guarda Municipal teve 6.110 ocorrências em 2013, e 212.944 solicitações de serviço nos últimos anos. Sua estrutura conta com 175 câmeras de monitoramento, sendo 60 câmeras de segurança no anel central da cidade.

Fotos: Osvaldo Ribeiro
Fonte: http://www.copa2014.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=1017&tit=Guarda-Municipal-e-ICI-integrados-na-Copa

Reunião técnica define Planejamento de Segurança para Copa



Copa 2014

08/05/2013


Curitiba. Reunião realizada nesta terça-feira no Quartel do Comando Geral da
Polícia Militar do Paraná.
Integrantes de todas as Forças de Segurança, incluindo as Forças Armadas, estiveram reunidos nesta terça-feira (07), no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar do Estado do Paraná, visando a integração de todos os órgãos e a definição de um planejamento estratégico para prevenção e ação com foco na Copa do mundo de 2014.

Curitiba. Reunião realizada nesta terça-feira no Quartel do Comando Geral da
Polícia Militar do Paraná. Na foto: General Freitas, da 5 RM /  5ªDE do Exército
Brasileiro.
Uma apresentação feita pelo General Fernando Marques de Freitas, coordenador da Comissão de Assuntos para a Copa 2014 do Exército Brasileiro, mostrou que as ações estarão divididas em duas partes: Segurança Pública, envolvendo Estádios, Centros de Treinamento (CTs), fan fest, portos, aeroportos, rede hoteleira, pontos turísticos, estradas, escolta de delegações, fronteiras e Locais de Exibição Pública e Defesa, que inclui Comando e Controle, Espaço Aéreo, Fiscalização de Explosivos, Defesa Cibernética, Defesa QBRN, Força de Contingência, Emprego de Helicópteros, Contra Terrorismo e Estruturas Estratégicas.

“Vamos avançar numa fase além do planejamento, com simulações, exercícios e finalizações de protocolos. Tudo integrado, incluindo o Centro de Comando e Controle”, disse o general Freitas.

O secretário estadual para Assuntos da Copa do Mundo da FIFA 2014, Mario Celso Cunha, apresentou uma relação dos principais pontos vulneráveis, onde as Forças de Segurança deverão estar presentes. “Nós relacionamos locais como estádio, aeroporto, fan fest, rodoferroviária, CTs e outros pontos onde haverá uma grande concentração de turistas”, afirmou o secretário da Copa.

Curitiba. Reunião realizada nesta terça-feira no Quartel do Comando Geral da
Polícia Militar do Paraná. Na foto: General Freitas, da 5 RM / 5ªDE do Exército
Brasileiro.
Outra apresentação foi feita pelo coronel PM Milton Fadel Junior, presidente da Câmara Temática de Segurança e responsável pela coordenação do Projeto Copa 2014 pela Polícia Militar do Paraná. “Todas as diretrizes de planejamento estão sendo colocadas em prática, pois a Copa do Mundo atrai a atenção de bilhões de expectadores e por esta razão requer uma atenção especial por parte dos órgãos de Segurança Pública, no sentido de propiciar elevado grau de segurança que se exige em uma competição de nível internacional”, disse o coronel Fadel.

A Coordenação Operacional da Copa do Mundo da Polícia Militar é integrada por oficiais da corporação e criou 16 setores, envolvendo inteligência, informática, escolta, comunicação, policiamento na Arena, fan fest, Centros de Treinamento, trânsito e outros importantes locais de coordenação. Foi apresentado o cronograma de trabalho da equipe, que começou no último dia 03 de maio, com uma reunião onde foram designados os coordenadores e auxiliares. “Vamos atuar com planejamento específico, logístico e de ensino, durante 2013 e 2014, até o mundial, incluindo um relatório em agosto de 2014 para avaliar o resultado das ações desenvolvidas na Copa do Mundo”, informou ainda o coronel Fadel.

Curitiba. Reunião realizada nesta terça-feira no Quartel do Comando Geral da
Polícia Militar do Paraná. Na foto: Secretário Mario Celso Cunha falou sobre os
principais pontos de grande concentração de público na Copa 2014.
O secretário da Segurança Pública do Paraná, Cid Vasques, participou da reunião e destacou que, “o governador está entregando novas viaturas para as polícias, novos equipamentos, e contratando novos policiais concursados”. “Tudo isto vai além da Copa e seguirá como legado para a nossa sociedade”. “A participação das Forças Armadas é muito importante neste processo e estamos solidários nesta integração”, destacou Vasques, que agradeceu a presença dos integrantes do Exército Brasileiro na reunião.

Curitiba. Reunião realizada nesta terça-feira no Quartel do Comando Geral da
Polícia Militar do Paraná. Na foto: Secretário Mario Celso Cunha falou sobre os
principais pontos de grande concentração de público na Copa 2014.
O Comandante Geral da Polícia Militar, coronel Roberson Luiz Bondaruk, anunciou que a corporação está preparada para os grandes eventos, com policiamento ostensivo fardado e velado, preventivo e repressivo, bem como as ações de defesa civil. “Estou contente com esta visível integração das Forças de Segurança e proponho uma agenda permanente de trabalho específico para as ações da Copa 2014”, informou o coronel Bondaruk. Ficou definido que as reuniões serão mensais, passando depois para quinzenais e no ano de 2014 semanais.

Curitiba. Reunião realizada nesta terça-feira no Quartel do Comando Geral da
Polícia Militar do Paraná. Na foto: General Freitas, da 5 RM / 5ªDE do Exército
Brasileiro.
O delegado da Polícia Federal, Flúvio Cardinelle Oliveira Garcia, presidente da Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil para Grandes Eventos (Coesge-PR), do Ministério da Justiça, falou dos avançados estágios das Oficinas Temáticas, avançando agora para os testes dos protocolos. “No próximo dia 14 de maio, terça-feira, estaremos realizando uma nova rodada de negociação das Temáticas, no Salão Nobre da Prefeitura Municipal de Curitiba, quando vamos apontar os caminhos para a finalização de todos os protocolos, partindo para as ações de campo, com simulações e exercícios coletivos”, disse Garcia.

Curitiba. Reunião realizada nesta terça-feira no Quartel do Comando Geral da
Polícia Militar do Paraná. Na foto (D/E): General Freitas e os secretários Mario
Celso Cunha (Copa 2014), Cid Vasques (Segurança) e Adilson Castilho
Casitas (Casa Militar).
Também usaram da palavra, destacando os trabalhos de preparação, o coronel Adilson Castilho Casitas, secretário Chefe da Casa Militar, que falou sobre o trabalho da Defesa Civil; o delegado Marco Antonio Lagana, que anunciou a programação da Polícia Civil para a Copa, além da participação de mais de 300 policiais civis bilíngues e trilíngues, e o coronel Altivir Cieslak, chefe do Estado Maior da Polícia Militar do Paraná, que destacou o efetivo que virá do interior para a Cidade-sede e Região Metropolitana, além de manter um contingente nas cidades turísticas do Paraná.
Curitiba. Reunião realizada nesta terça-feira no Quartel do Comando Geral da
Polícia Militar do Paraná. Na foto (E/D): Cel. Bondaruk, secretário Mario Celso
Cunha e o General Freitas.
Além dos oradores General Freitas, Coronel Bondaruk, secretários Cid Vasques, Mario Celso Cunha e Coronel Castilho, Coronel Cieslak, Delegado Lagana, Delegado Flúvio e Coronel Fadel Junior, participaram da reunião as seguintes autoridades: Coronel Luiz Henrique Pombo do Nascimento, Comandante do Corpo de Bombeiros; Coronel Romulo Marinho, do Exército Brasileiro; Inspetor Claudio Frederico de Carvalho, diretor da Guarda Municipal de Curitiba; Samarone Bueno, diretor da Guarda Municipal de São José dos Pinhais, Willian Oliveira, coordenador da Guarda Municipal de São José dos Pinhais; delegados da Polícia Civil Clóvis Galvão, Luis Alberto Cartaxo, Naylor de Lima, Walter Barufi, Eduardo Marcelo Castella, Roberto Heusi de Almeida Junior, Itiro Hashitani e Amarildo Antunes, do COPE; Antonio Carlos Cordeiro da Silva e Juan Soto Franco, do Detran/PR; Major Adilson Correia dos Santos, Capitão João Carlos, Capitão Ivan Ricardo Fernandes, Tenente Roberta Mildemberg e Tenente Coronel Barros, da Polícia Militar; Tenente Daniele, do Corpo de Bombeiros; Coronel Luiz Augusto Santiago e Lilian Moraes, da Abin; Ricardo Nunes e Thathiana Assad, da SESP e Valdir de Cordóva Bicudo, Investigador da Polícia Civil.

Fotos: Fotos: Antonio Costa

05 maio 2013

Homem com mais de 30 anos de crimes é preso após “bater” carteiras no Centro de Curitiba

Reportagem: Felipe Ribeiro e Juliano Cunha
Publicado em: 04/05/2013 - 08:21

Um homem de 50 anos, que possuí o primeiro boletim de ocorrência contra ele datado de 1982, foi preso em flagrante no final da tarde desta sexta-feira (4) após furtar várias carteiras no Centro de Curitiba. Minutos antes, a sua comparsa nos crimes já havia sido presa, após um cerco da Guarda Municipal na estação-tubo da Praça Eufrásio Correia.

De acordo com o guarda Damasceno, com o casal a polícia encontrou cartões bancários, cartões transporte, documentos de vítimas, uma grande quantidade de dinheiro, celulares e talões de cheque. “Assim que a equipe recebeu a notificação de uma vítima, já iniciamos o trabalho tático que resultou na prisão dela na estação-tubo e dele na Rua Tibagi”, disse.
Juliano Cunha - Banda B

Paulo Araujo, 50 anos, e Salete Pereira Pontes, 40, foram encaminhados ao Primeiro Distrito Policial. Ele já possuí várias passagens pela polícia por furto e estelionato.
Vitimas de crime de furto nas imediações devem comparecer a delegacia de policia a fim de poder reaver os seus pertences ( cartões bancários, cartões transporte, documentos pessoais, celulares e talões de cheque.).

04 maio 2013

Grafite vira estratégia para evitar pichações

Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo

Mais comuns desde o início do ano, desenhos autorizados nas fachadas de comércios e residências ajudam a desestimular os pichadores

Publicado em 02/05/2013 | RAFAEL WALTRICK

Comerciantes de Curitiba têm apelado para uma estratégia até então pouco convencional para coibir as pichações nas fachadas dos estabelecimentos. Trata-se, como diz o jargão popular, de juntar a fome com a vontade de comer: os muros estão sendo “entregues” para grafiteiros que, devidamente autorizados, dão vazão à imaginação e habilidade nos sprays sem correr o risco de transgredirem a lei.
A troca de favores encontra respaldo em uma situação que pode não ser regra, mas vale para boa parte dos casos – em muro onde há grafite, não se picha. Seja como forma de prevenção ou até estímulo aos grafiteiros, as pinturas autorizadas estão mais comuns este ano. Segundo registros da Guarda Municipal, do total de atendimentos feitos a denúncias de pichação desde janeiro, em 17% dos casos constatou-se que os desenhos estavam sendo feitos com a anuência dos proprietários das fachadas. No total, 128 grafites foram identificados pela Guarda nos últimos quatro meses.
Autorização
Para que a pintura ocorra sem problemas é necessário que o grafiteiro apresente uma autorização por escrito do proprietário da fachada ou que o comerciante ou morador se apresente no momento da abordagem da Guarda Municipal. Há apenas uma condição: mesmo com autorização, o grafite não pode fazer apologia ao crime ou ao consumo de drogas ilícitas. “Por mais que o proprietário da fachada autorize, não se pode pintar uma folha de maconha, por exemplo”, diz o diretor da Guarda, Claudio Frederico de Carvalho.
Interatividade
Você concorda que incentivar a grafitagem é uma maneira de diminuir as pichações?
Deixe seu comentário abaixo ou escreva paraleitor@gazetadopovo.com.br
Leia as regras para a participação nas interatividades da Gazeta do Povo.
As mensagens selecionadas serão publicadas na Coluna do Leitor.
Os números diferem bastante dos registrados ano passado no mesmo período – foram 29 desenhos autorizados que corresponderam a 10% do total de atendimentos feitos pelos agentes municipais. “A população está percebendo que onde existe grafitagem não vai ocorrer pichação. Além disso, é uma maneira de embelezar o espaço e aproveitar o trabalho deste artista (o grafiteiro)”, diz o diretor da Guarda Municipal, Claudio Frederico de Carvalho.
Iniciativa
Quem já teve o muro devidamente grafitado garante que a estratégia funciona. Há um ano e meio, o empresário Ricardo Sanson, proprietário de um estacionamento no Centro de Curitiba, foi contatado por cinco grafiteiros que queriam dar vida nova ao muro repleto de pichações na esquina das ruas André de Barros e Lourenço Pinto. Sanson aceitou e chegou a dar algumas sugestões de temas para a fachada que virou painel. “Foi uma experiência muito positiva. Desde então, não picharam mais nada em cima. A fachada do estacionamento está tão bonita que virou até ponto turístico.”
Outro muro grafitado que chama atenção, tanto pela variedade dos desenhos quanto pela imensidão, está no encontro da Avenida Marechal Floriano Peixoto com a Linha Verde. Os desenhos foram feitos durante um encontro de grafiteiros em abril de 2011. A Auto Viação São José dos Pinhais, que possui uma garagem de ônibus no local, ofereceu almoço e usou os próprios veículos para buscar os artistas em casa e em pousadas. A parceria deu certo e os desenhos resistem bravamente ao longo de todo um quarteirão.
“Foi uma maneira de ‘espantar’ os pichadores, já que, desde então, não existe mais nenhuma pichação no muro. Ficou bonito mesmo”, resume o gerente administrativo da empresa, Telmo Reolon.
Aceitação
Grafitagem avança, mas ainda encontra uma resistência social
A grafitagem de estabelecimentos comerciais em Curitiba pode ocorrer não só como uma “troca de favores”, mas também por afinidade entre empresários e grafiteiros. Palco da tradicional festa I Love CWBeats, o Atacama Bar, no Bairro São Francisco, teve a fachada pintada em dezembro pelos artistas Michael Devis, Fernando Worm e Leandro Cinico, durante as comemorações dos quatro anos do evento. Agora, três rostos adornam a entrada do bar, resgatando elementos visuais que remetem ao hip hop, rock’n roll e Carnaval.
A aproximação entre os comerciantes e grafiteiros, porém, não tem ocorrido sem que persistam certas rusgas e arestas a serem aparadas. Até porque ainda há quem não diferencie pichação de grafite e quem insista em usar o spray mesmo sem autorização.
“O que dá para perceber é que há uma campanha em andamento mais voltada para coibir os pichadores e não para tornar os cidadãos mais conscientes. Temos dificuldade em relação à aceitação do grafite desde o início. As pessoas vão abrindo a cabeça, mas é um processo demorado”, afirma o grafiteiro Neto Vettorello, um dos organizadores do Streets of Style, encontro internacional de grafite ocorreu em Curitiba no início de abril.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=1368578&tit=Grafite-vira-estrategia-para-evitar-pichacoes

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com