10 outubro 2014

Prefeito sanciona plano de carreira da Guarda Municipal de Curitiba

Prefeito sanciona plano de carreira que garante valorização dos guardas municipais
10/10/2014 16:41:00

 


 O prefeito Gustavo Fruet sancionou nesta sexta-feira (10), a lei nº 14.522, que implanta o novo Plano de Cargos e Salários da Guarda Municipal de Curitiba. Sancionado no Dia Nacional da Guarda Municipal, na presença de dezenas de agentes, supervisores e inspetores que lotaram o Salão Nobre da Prefeitura, o novo plano representa um marco para a categoria, ao garantir valorização e condições para o planejamento da carreira.
“Além do atendimento a uma antiga reivindicação da categoria, é importante destacar que o plano foi construído a partir de um diálogo aberto entre agentes, sindicato, Câmara Municipal e Prefeitura, como vem acontecendo também com outras categorias de servidores”, disse o prefeito Gustavo Fruet. Ele lembrou que o novo plano corrige falhas históricas na carreira dos guardas municipais. Um dos avanços é o fato de permitir que o tempo de estágio probatório será válido como avanço na carreira, o que até agora não era possível.
Além disso, o plano valoriza o mérito funcional e o tempo de serviço e estimula o aperfeiçoamento e a qualificação profissional, ao prever aumentos salariais por titulação. O texto enviado pela Prefeitura para aprovação da Câmara Municipal, e agora sancionado pelo prefeito, foi debatido por um grupo de estudos que fez reuniões periódicas para análise dos resultados de seminários, fóruns e debates realizados previamente sobre o tema, com a participação de 600 guardas municipais.
Fruet disse que o Plano de Cargos e Salários da Guarda Municipal é mais um passo da atual gestão da Prefeitura para a valorização do servidor municipal. “Estamos adotando medidas para a revisão de vencimentos básicos das carreiras, incorporação de vantagens transitórias em permanentes, instituição de pisos salariais por níveis de educação formal de ingresso no serviço público e um amplo debate sobre a discussão dos planos de carreiras”, afirmou.
De acordo com o prefeito, a valorização dos servidores é uma prioridade da atual gestão, e ficará como um legado para a cidade, na forma de servidores mais valorizados, motivados e qualificados, o que se reflete na qualidade dos serviços públicos.
Para o inspetor Cláudio Frederico Carvalho, a data merece ser celebrada. “É uma conquista histórica para a Guarda Municipal”, disse. Além de comemorar a sanção do plano, a Guarda outorgou o diploma de Amigos da Guarda para os três ex-diretores da corporação que ainda estão na ativa: Carlos Celso Santos Junior, Gilberto Ramos Oliveira e Odgar Cardoso. Mais 350 agentes que atuaram durante a Copa do Mundo, receberam homenagem pelos bons serviços prestados.
“Para nós, guardas municipais, esta é uma data muito importante. O prefeito deu um presente à corporação, sancionando a lei que implanta o novo Plano de Cargos e Salários, “ disse Carlos Celso Santos Junior, que foi o primeiro diretor de carreira da Guarda Municipal.
O plano
O novo Plano de Cargos e Salários da Guarda Municipal prevê que um agente aprovado em concurso de nível médio tenha aumento de até 166% desde o ingresso até o topo da carreira, por tempo de serviço e por titulações alcançadas. O vencimento básico sairia do inicial de R$ 1.575, podendo atingir até R$ 4.192. Considerando a Gratificação de Segurança, recebida por todos os guardas municipais, a remuneração atingirá até R$ 6.289. Para as outras funções (supervisor e inspetor), esse valor ainda aumenta em 50% e 75%, respectivamente, sobre o valor inicial do cargo.
Hoje os guardas entram na Prefeitura no cargo de guarda municipal, com poucas possibilidades de avançar na carreira. Com a aprovação do projeto de lei, o servidor pode subir na hierarquia, para os postos de supervisor e inspetor. São três classes distintas, de acordo com o tempo de serviço e trajetória de carreira.
Além disso, mesmo que o servidor não assuma um posto maior, haverá aumento linear por tempo de serviço e também por titulação. Ou seja, a carreira é de nível médio, mas o profissional pode concluir uma graduação, ou curso de pós graduação (seja especialização, mestrado ou doutorado). A cada título educacional conquistado, o guarda tem acréscimo na tabela salarial.  
Participaram da cerimônia o presidente da Câmara Municipal de Curitiba Paulo Salamuni;  os vereadores Pedro Paulo, Jorge Bernardi, Ailton Araújo, Hélio Wirbinski, Bruno Pessuti, Geovani Fernandes e Cristiano Santos; o superintendente da Secretaria Municipal de Defesa Social, Osiris Pontoni Klamas; o presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Federal do Paraná, Algacir Mikalovski; o superintendente da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Marlos Ribas Lima; e secretários municipais. Participaram do evento, também, representantes da Secretaria Municipal de Recursos Humanos.

Fonte: http://www.curitiba.pr.gov.br/noticias/prefeito-sanciona-plano-de-carreira-que-garante-valorizacao-dos-guardas-municipais/34397

05 outubro 2014

Homenagem 20° BIB – Batalhão Sargento Max Wolf Filho


Reconhecimento pelos relevantes serviços prestados ao 20º Batalhão de Infantaria Blindado (20º BIB)
Medalha Batalhão Sargento Max Wolff Filho.


O 20º Batalhão de Infantaria Blindado (20º BIB), no dia 03 de outubro de 2014, comemorou seu 72º aniversário de criação. Durante a solenidade a Guarda Municipal de Curitiba teve a honra de ser agraciada com o diploma:

 “Amigo do Vinte”, que foi conferido ao Supervisor Edison Bretas Junior, Comandante do Grupamento Tático de Motocicletas, e a


 “Medalha Batalhão Sargento Max Wolff Filho”, foi conferida ao Inspetor Claudio Frederico de Carvalho, Diretor da Guarda Municipal de Curitiba, como reconhecimento pelos relevantes serviços prestados a este batalhão.

Quem foi o Sargento Max Wolff Filho, hoje considerado um dos grandes heróis da Força Expedicionária Brasileira (FEB).
Filho de pai austríaco e mãe brasileira, nasceu em 29 de julho de 1911, na humilde cidade paranaense de Rio Negro. Segundo de cinco irmãos, em sua adolescência trabalhou com o pai numa torrefação de café e como escriturário nos armazéns de uma companhia de navegação.
Com a mudança de residência da família para Curitiba (PR), alistou-se no 15º Batalhão de Caçadores (15º BC), hoje 20º Batalhão de Infantaria Blindado (20º BIB). Posteriormente, servindo no 30º Regimento de Infantaria (30º RI), conquistou a admiração, o respeito e a confiança de seus superiores, pares e subordinados, em particular de seu comandante, o então Capitão Zenóbio da Costa, pela coragem e destemor demonstrados em situações de emprego da tropa.
Promovido à graduação de 3º sargento, passou a integrar a Polícia Municipal do Rio de Janeiro, na época Distrito Federal, organizada pelo Major Zenóbio da Costa.
Aos 33 anos, voluntário e incorporado ao 11º Regimento de Infantaria (11ºRI), seguiu para a Itália em outubro de 1944, tendo destacada atuação na execução de ações de remuniciamento e resgate de feridos.
Desde cedo, em decorrência de sua determinação, excepcional senso de responsabilidade e cuidado especial que dispensava aos seus subordinados, tornou-se popular e querido não só pela tropa brasileira como também pelos americanos.
Em inúmeras oportunidades, o Sargento Max Wolff voluntariou-se para o comando de patrulhas, que, infiltradas nas linhas defensivas inimigas, realizavam reconhecimentos, faziam prisioneiros ou resgatavam feridos, evidenciando qualidades que o consagraram como o “Rei dos Patrulheiros”.
Tombou heroicamente em solo italiano, no dia 12 de abril de 1945, durante a realização de uma patrulha de reconhecimento, após ter recebido uma rajada de metralhadora, levando aflição e angústia à tropa brasileira que combatia os alemães em Montese.
Sem dúvida, as ações do Sargento Max Wolff Filho foram eternizadas, pois cumpriu honrosamente a sua missão, sempre evidenciando lealdade, desprendimento, coragem e espírito de sacrifício.
Em reconhecimento aos seus predicados de herói da Força Expedicionária Brasileira, foi promovido post-mortem ao posto de 2º Tenente e foi agraciado com as sequintes medalhas: Cruz de Campanha, Sangue do Brasil, Cruz de Combate de 1ª Classe e Bronze Star (americana).
Em 2010, o Exército Brasileiro criou a Medalha Max Wolff Filho, como forma de premiar os subtenentes e sargentos da Força Terrestre, do serviço ativo ou na inatividade, agraciando àqueles que demonstrem características e/ou atitudes evidenciadas pelo herói Max Wolff, destacando-se pela dedicação à profissão e pelo interesse no seu aprimoramento.
De modo a manter viva a memória deste valoroso herói da 2ª Guerra Mundial, o Exército Brasileiro dignificou as seguintes Organizações Militares com a Denominação Histórica “Sargento Max Wolff Filho”:

– Escola de Sargentos das Armas (EsSA), localizada em Três Corações (MG), estabelecimento de ensino voltado para a formação dos futuros sargentos combatentes do Exército;
– 20º Batalhão de Infantaria Blindado (20º BIB), em Curitiba (PR), Organização Militar que teve a honra de incorporá-lo.
Sargento Max Wolff Filho, Herói da 2ª Guerra Mundial, seus atos de abnegação, sacrifício e bravura ficaram registrados na memória do Exército Brasileiro e, principalmente, nas melhores tradições da FEB, que, com muito orgulho, rendem-lhe as merecidas homenagens.


Fonte: http://www.eb.mil.br/c/document_library/get_file?uuid=594d4764-acb2-4e9c-8759-836c75201529&groupId=52610

Onde Encontrar os Livros? Clik no Banner

Fale Conosco

Assunto do contato
Nome
E-mail
Mensagem
Cidade
Estado



http://www.linkws.com